Todos os anos muitos brasileiros resolvem deixar o país em busca de melhores condições de vida, salário, menos violência ou até mesmo para viver uma nova experiência em outros lugares do mundo. E Portugal, é um dos destinos mais procurados, seja por falarmos a mesma língua ou pela ótima qualidade de vida que se encontra no país.

Mas então surge a dúvida, é realmente possível arrumar as malas e se mudar para Portugal, mesmo sem ter a cidadania? A resposta é com certeza. Devido aos acordos entre o Brasil e o país, existem diversas formas legais de viver por lá, os vistos e autorizações variam de acordo com seu interesse. Por isso separamos algumas maneiras para te ajudar a entender como funciona o processo. Vistos para morar legalmente em Portugal:

Foto: Divulgação

Estudantes


Se você for ao país cursar uma graduação, pós-graduação ou mesmo fazer um intercâmbio cultural, basta ir primeiramente ao consulado ou embaixada e apresentar um comprovante da instituição de ensino.

Essa modalidade tem duração de 4 meses, mas ao chegar na cidade escolhida para estudar, você precisa procurar um SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) para solicitar uma autorização de permanência renovada para um ano.

Devido a baixa natalidade no país, o governo de Portugal incentiva muitos jovens brasileiros a escolherem o país para viver, inclusive muitas Universidades aceitam as notas do ENEM para o ingresso.

Aposentados


Para os aposentados há um visto especial. Para isso o único requisito é receber um salário mínimo nacional, que hoje, é 677 euros por mês e apresentar um comprovante de residência, assim como um seguro de saúde internacional.  

Trabalhar


Se você encontrou um trabalho em Portugal, nesse caso a empresa a qual tem sede no país, precisa emitir um certificado declarando a proposta de emprego. Em seguida solicite o visto com validade também de quatro meses que será trocado no destino por uma autorização que permitirá sua atuação profissional.

Visto Gold


Esse visto privilegiado é para aqueles que farão algum investimento no país, como a compra de um imóvel por um valor de no mínimo 350 mil euros ou transferir cerca de 250 mil euros em investimento ou para apoio em artes e manutenção do patrimônio nacional.

Empreender


Se sua ideia é ir a Portugal para empreender, mas sua renda não é suficiente para adquirir um visto Gold, você pode optar pelo visto de empreendedor.

Para essa modalidade não há um capital de investimento mínimo, somente é preciso abrir uma empresa no país.

» 30 destinos para visitar em Portugal
» 14 cidades medievais super charmosas para visitar em Portugal
» Site divulga os melhores restaurantes de Portugal
» 19 fotos para sonhar com Lisboa em Portugal

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Quanto custa tirar o passaporte brasileiro?

Artigo anterior

Os 10 destinos mais procurados por brasileiros no início de 2019

Artigo seguinte

Você pode gostar