Advogado virtual Tomaz ajuda passageiros a processar companhias aéreas

Lançado há 3 meses, o aplicativo Tomaz já ajudou dezenas de passageiros a pleitear mais de R$615 mil em indenizações na justiça

Se você já passou por algum tipo de problema com companhias aéreas, provavelmente sabe o quanto ele pode ser incômodo e, o pior: demorar para ser solucionado. A saída mais sensata em casos como esse é procurar seus direitos, mas como fazer isso? Quais, exatamente, são seus direitos e os deveres da empresa? Como lidar com a burocracia envolvida no processo?

Respondendo a todas essas perguntas de uma única vez surgiu Tomaz, aplicativo idealizado pela Amaral e Cunha Advogados e que, em 3 meses de operação, ajudou dezenas de passageiros, como você, a pleitear mais de R$615 mil em indenizações na justiça, sem nenhum resultado desfavorável até agora.

Aplicativo ajuda turistas a processar cias áreas por atrasos, cancelamentos ou extravios. Foto: Negative Space/Pexels

Segundo a ANAC, mais de 12 milhões de passageiros foram lesados apenas em 2017. Foto: Negative Space/Pexel

Como funciona o aplicativo?

A ideia central disseminada pelo aplicativo é de que o contato com um advogado para casos como esses pode ser prático e rápido, e e sem nenhum custo antecipado, como destaca Pedro Amaral, sócio do escritório Amaral e Cunha Advogados. Já a solução de impasses com companhias aéreas pode ser obtida em menos de 60 dias:

“Isso é possível justamente porque construímos o Tomaz para educar os passageiros sobre quais demandas são realmente passíveis de uma indenização. O Tomaz não aceita nenhuma demanda que já não tenha uma jurisprudência pacífica no Poder Judiciário claramente favorável ao passageiro”, complementa Leonardo Cunha, que também dá nome ao escritório.

Para Pedro Goidanich, um dos diretores da Aioria Software House, que desenvolveu o projeto, o propósito maior é melhorar o transporte aéreo de passageiros e, como afirma Ricardo Utz, designer da empresa, tornar o próprio aplicativo desnecessário à medida em que houver mudança de hábito por parte dos usuários em relação ao conhecimento de seus direitos.

Estima-se que somente em 2017, 12 milhões de passageiros tenham sido prejudicados por atrasos, cancelamentos e remarcações de voos. O dado é da Agência Nacional de Aviação Civil, que reforça ainda que os consumidores podem recorrer à justiça para reaver seus direitos. Em um atraso de 2 horas, por exemplo, é dever da companhia aérea oferecer alimentação, informação essa que muitos passageiros desconhecem:

Outro ponto positivo do aplicativo Tomaz é a rapidez com que uma queixa pode ser cadastrada, o que leva menos de 5 minutos podendo ser feito até mesmo pelo smartphone.

O aplicativo é ainda uma rica fonte de informações para esclarecer quaisquer dúvidas sobre os seus direitos como passageiro aéreo.

Com passageiros mais informados e podendo buscar auxílio na justiça rapidamente, espera-se que as companhias aéreas mudem a postura adotada, priorizando cada vez mais o bom atendimento ao cliente.


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Encontre pacotes de viagem em oferta com a CVCSubmarino ViagensDecolar.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.