A cidade mais alemã do Brasil tem construções em estilo enxaimel, paisagens naturais encantadoras e diferentes roteiros turísticos que mostram a história dos primeiros colonizadores da região

A charmosa cidade de Pomerode é um dos municípios que fazem parte do circuito turístico Vale Europeu, situado entre a natureza exuberante do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, a aproximadamente 158 km de Florianópolis.

O destino é reconhecido pela forte tradição alemã deixada de herança pelos imigrantes europeus que chegaram na região por volta de 1863. A cidade ganhou o título de “Cidade mais alemã do Brasil” por concentrar um dos maiores acervos de construções enxaimel fora da Alemanha e recebe milhares de visitantes todos os anos, principalmente nos períodos de festas tradicionais da cidade, como a Festa Pomerana, que ocorre no mês de janeiro, a Osterfest (Páscoa) e Weihnachtsfest (Natal).

Com clima serrano e cercada por cachoeira, rios e montanhas, Pomerode é um destino turístico com muito potencial e pode ser visitada em qualquer época do ano. Descubra 7 roteiros que podem ser visitados em Pomerode:

Rota do Enxaimel


Foto: João Danilo Almeida

Enxaimel é o nome de uma técnica de construção de casas feitas com madeira, sem o auxílio de pregos e parafusos, presas através de encaixes simétricos e posteriormente, sobreposta com tijolos. Esse tipo de construção é originário das estrutura erguidas na Alemanha durante a época colonial e que pode ser observada nos destinos mais antigos do país. Pomerode possuí 232 construções neste formato disponíveis para visitação na Rota do Enxaimel.

Além do charme das construções, o circuito é rodeado por belos rios e cachoeiras que embelezam ainda mais o percurso. Por conta da similaridade de clima e geografia, muitos viajantes utilizam o roteiro como um treinamento para a travessia de Santiago de Compostela, na Espanha.

Rota do Imigrante


Foto: João Danilo Almeida

Outro roteiro muito popular em Pomerode é a chamada “Rota do Imigrante”, um passeio que conduz os visitantes a residências antigas e casas de moradores, cujas famílias mantêm os velhos costumes dos antepassados até os dias de hoje.

A Rota do Imigrante busca promover a cultura e gastronomia das primeiras famílias imigrantes que moraram nessa região do Vale do Itajaí. Depois de conhecer toda a história da fundação da cidade, os visitantes são convidados a provar alguns pratos típicos oferecidos pelos próprios moradores. Entre elas estão cucas, pães caseiros recheados com ovo e sardinha, geleias naturais e cerveja artesanal.

Turismo de Aventura


Foto: João Danilo Almeida

Pomerode está conectada com outras cidades charmosas do Vale do Itajaí, em um percurso de aproximadamente 300 km, que pode ser realizado em 7 dias de pedaladas. O destino vem atraindo cada vez mais cicloturistas que passam por essa região, seguindo por estradas de terra, montanhas, cachoeiras e rios.
Outra atividade que vem ganhando notoriedade é polo de voo livre. Algumas agências de turismo oferecem a experiência de sobrevoar a região em voos duplos, com profissionais altamente especializados.

Natureza exuberante


Foto: Rosanetur

Pomerode é cercada por um vale coberto de Mata Atlântica recortado por riachos com águas claras. A região também serve como habitat natural de inúmeras espécies silvestres, que de vez em quando aparecem desfilando para as lentes dos turistas hospedados na região.

Outro destaque é a flora preservada, que forma paisagens de encher os olhos. Quando estiver em Pomerode não deixe de visitar a famosa figueira com mais de 250 anos, no Bairro Ribeirão Souto. São mais de 30 metros de altura, equivalente a um prédio de 8 andares.

Rota da Colonização


Foto: João Danilo Almeida

Um mergulho pela história das famílias que colonizaram Pomerode em diferentes momentos da história. No passeio, os turistas revivem o passado da cidade e podem comprar lembrancinhas criativas, feitas com artigos têxteis, cristais e produtos artesanais.

Outra dica é estender o passeio até o Morro Azul, que possui 764 metros de altitude e proporciona a vista panorâmica de praticamente toda Pomerode, Timbó, Blumenau e Indaial. Nos dias mais limpos é possível ver o mar na região de Barra Velha, Litoral Norte catarinense.

Rota dos Museus


Foto: Rosanetur

São seis espaços dedicados à memória e história da cidade, promovendo uma interessante imersão nos costumes e tradições dos imigrantes que fundaram Pomerode. Um lugar realmente raro e curioso, que merece destaque no extremo sul do Brasil.

O Museu Pomerano revela fragmentos que contam um pouco da história da cidade. O acervo é composto por peças de couro, tecido, madeiro, vidro, metal e porcelana, trazidas da Europa. Outros destaques são o Museu do Imigrante Carl Weege e a Casa do Escultor Ervin Curt Theichmann.

Rota das Raízes Germânicas


Foto: João Danilo Almeida

Na Rota das Raízes Germânicas, o visitante pode conhecer de perto como vivem os descendentes dos primeiros colonizadores que chegaram em Pomerode. A viagem retorna há quase 150 anos de história, passando por lugares emblemáticos da cidade, como o Morro da Turquia, a fábrica de Velas Guenther, o Restaurante Rancho Verde e a Casa do Imigrante Carl Weege.

Quer conhecer mais da influência alemã no sul do Brasil? Visite Pomerode e conheça de perto um dos patrimônios históricos mais importantes de Santa Catarina.

» Toda elegância do Vale Europeu em Santa Catarina
» Lugares para conhecer em Blumenau
» Oktoberfest: o que saber antes de ir
» Lugares para conhecer em São Francisco do Sul

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$130 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Ilha da Madeira terá novo hotel cinco estrelas

Artigo anterior

Conheça o passeio noturno pelas Cataratas do Iguaçu

Artigo seguinte

Você pode gostar